E-commerce brasileiro promete aumentar ainda mais em 2022, indica pesquisa

0
1498
pessoa sentada com café realizando compra no tablet

A crise econômica, financeira e sanitária dos últimos dois anos fez com que o e-commerce crescesse de forma expoente. E este crescimento promete continuar no decorrer de 2022.

Esta notícia não pega ninguém de surpresa, mas é um alerta para você que ainda não decidiu investir e continua negligenciando o virtual.

É notório que as compras online têm dominado o cenário mundial e as suas muitas vantagens para o consumidor não devem afastar o consumidor. 

Dados de uma pesquisa da Nielsen mostram que o e-commerce tem batido recordes e promete ser um destaque relevante em 2022. Veja mais detalhes a seguir!

E-commerce brasileiro atinge R$53,4 bilhões no primeiro semestre de 2021

No início do segundo semestre, o relatório Webshoppers, realizado pela Ebit | Nielsen em parceria com o Bexs Banco, revelou alguns dados importantes acerca do e-commerce brasileiro.

De acordo com a pesquisa, o comércio eletrônico bateu um recorde de crescimento contabilizando apenas o primeiro semestre de 2021. Foram 53,4 bilhões, o que representa um crescimento de 31% em relação ao mesmo período de 2020.

mão saindo do computador para fazer compra online
Crescimento do e-commerce liga alerta para empresas que ainda não estão no digital

Destaque para o mobile no uso do e-commerce

A pesquisa realizada trouxe um grande destaque: o uso do mobile. Os consumidores têm usado cada vez mais o celular para realizar compras online. Por isso, trate de adaptar o seu conteúdo e produto para este formato.

A facilidade, e comodidade, a flexibilidade e muitos outros fatores levam às pessoas a optarem pelo celular do que esperar estar frente a frente com um computador para comprar.

+ Push Notification: saiba o que é e como usar em seu negócio

Dessa forma, é preciso cada vez mais adaptar o seu site, anúncios e captação de leads para serem executados (e bem executados) no mobile. A experiência do cliente ao navegar precisa ser a melhor possível.

De acordo com a pesquisa, o mobile foi o canal que representou mais da metade do faturamento total do e-commerce e, também, do número de pedidos de todo o primeiro semestre deste ano. Foram quase 29 bilhões.

Veja os segmentos de maior destaque

Os dados da pesquisa ainda trouxeram alguns segmentos que mais se destacaram nos seis primeiros meses do ano e merecem atenção. Afinal, eles também prometem ser relevantes em 2022 pois ainda estão em crescimento.

Segmento de Departamento

  • crescimento de 37% no volume de vendas e 14% no número de pedidos

Segmento Esportivo

  • crescimento 48% no volume de vendas e 27% no número de pedidos

Segmento Pet Shop

  • crescimento 56% no volume de vendas e 48% no número de pedidos

Segmento Alimento

  • crescimento 34% no volume de vendas e 8% no número de pedidos

Segmento Casa e Decoração

  • crescimento 155% no volume de vendas e 67% no número de pedidos

No caso deste último, no de Casa e Decoração, 34% dos consumidores chegaram às lojas por meio dos sites de busca e outros 20% através das redes sociais.

Quanto às redes sociais, o segmento que mais gerou tráfego foi o de roupas e calçados, com 30% dos consumidores sendo atraídos pelos anúncios ou até mesmo indo pelos perfis das lojas.

+ Tendência Marketing 2022: veja o que vem por aí no universo digital

Além disso, o segmento de produtos automotivos foi destaque no quesito dites e busca, obtendo índice de 41%.

Ou seja, de uma forma ou de outra todos os principais segmentos foram destaque no e-commerce e devem permanecer em ascensão durante o ano de 2022.

Você concorda com esses dados? Então compartilhe o artigo com alguém que precisa conhecer mais sobre o e-commerce.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here