Black Friday 2021: o que esperar da nova edição?

0
118
Pessoa escreve a expressão 'Black Friday' em um notebook

A Black Friday 2021 está chegando! O evento está marcado para o dia 26 de novembro e promete quebrar recordes de vendas. Você já começou a se preparar?

Muitos podem pensar que faltam muitas semanas. Porém, quem deseja alcançar resultados incríveis com a data deve iniciar a preparação. A Afilio, por exemplo, já tem propostas disponíveis para afiliados e anunciantes que queiram atingir altos lucros com a Black Friday.

Não perca tempo e comece já a traçar suas estratégias. A seguir, trazemos detalhes do que esperar da Black Friday de 2021 e os aprendizados da última edição, em meio ao ápice da pandemia da Covid-19. Confira:

Tendências para Black Friday de 2021

A pandemia ainda não acabou. Mesmo com o avanço na vacinação e relaxamento das medidas de isolamento social, o e-commerce continuará em destaque. As vendas online são uma tendência que veio para ficar.

Cerca de 30% dos consumidores afirmam que durante a pandemia iniciaram ou aumentaram as compras de produtos online. E, desses, 24% pretendem manter esse hábito. Os dados são da Behup, na Pesquisa Retomada do Consumo 2021, encomendada para Inteligência de Mercado Globo.

Essa mesma pesquisa mostra outra tendência para Black Friday 2021: as pessoas podem estar dispostas a gastar mais. Aproximadamente 50% dos consumidores têm a expectativa que a situação financeira melhore no segundo semestre deste ano.

Porém, esse não deve ser um fator determinante para aumentar os valores. Os clientes estão cada vez mais de olho na ‘Black Fraude’. Por isso, ter uma política de preços consistente e transparente é fundamental para atrair a confiança do consumidor.

Pessoa consulta cartão de crédito para fazer compra online
Compras online devem seguir em alta na Black Friday 2021

É importante sempre pensar que um cliente planejado gosta de comparar preços, condições de pagamento e entrega, antes de efetuar as compras. Dessa maneira, é recomendado investir nessas áreas, sobretudo na logística de entrega e estoque de produção.

Experiência do consumo é ponto de atenção

Vale destacar que a experiência de outros consumidores se torna referência para compras seguras. Ainda mais diante das redes sociais, em que uma publicação pode viralizar em poucos segundos. Por isso, a dica é investir no remarketing e estratégias de um bom atendimento ao cliente.

De forma a reter o público e fazer com que ele propague a marca de maneira positiva. Ações com influenciadores digitais também são tendências para a Black Friday 2021, incluindo transmissões ao vivo sobre promoções e descontos exclusivos para os espectadores.

Outra forte aposta do mercado é quanto às estratégias cross e omnichannel. É importante manter a integração das plataformas online e off-line, com compartilhamento de dados, para que o consumidor se sinta cada vez mais integrado e com informações disponíveis em todas as interfaces.

Sobre os nichos de consumo, em 2020, 62% dos consumidores reduziram as compras com vestuário. Por outro lado, 32% pretendem aumentar o consumo desse segmento este ano.  

Por esse motivo, vestuário pode ser um nicho de aposta, junto com os eletrônicos, que sempre têm uma boa performance.

O que aprender com a Black Friday 2020?

No ano passado, a Black Friday foi realizada em meio à pandemia da Covid-19 e uma série de restrições de circulação de pessoas. O que impediu muitos hábitos recorrentes dos brasileiros no varejo, como a experimentação e a prova real do produto.

Foi necessário um período de adaptação, sobretudo voltado para o e-commerce. A Afilio, com sua vasta experiência de mercado, sabia o que fazer para se tornar ainda mais relevante para seus parceiros durante a Black Friday mais imprevisível que já existiu.

A Afilio optou pelo seguinte caminho: adaptação + inovação. Anunciantes e parceiros foram ouvidos para entender quais eram os anseios, expectativas e demandas para a Black Friday. Também foi feita uma pesquisa com mais de 3 mil contatos, entre afiliados e anunciantes.

O resultado foi um mix de soluções, contemplando várias negociações, formatos, parceiros diferentes, ampliação de atuação junto a influenciadores (mais de 360, um aumento de 58% vs 2019), grandes sites de cupons, um parceiro que opera uma mesa de mídia programática e muito mais.

Os segmentos que apresentaram mais vendas nas campanhas da Afilio foram:

1. Marketplace (varejo);

2. Travel (viagens);

3. Moda e Acessórios;

4. Casa e Moradia;

5. Serviços e Tecnologia;

6. Saúde e Bem estar;

7. Perfumaria e Cosméticos;

8. Educação;

9. Auto;

10. Farma;

11. Pet.

A pandemia deixou muitas implicações econômicas e sociais. A complexidade do mercado em tempos de Coronavírus pediram dinamismo e flexibilidade para adaptação de todos ao novo cenário, ajustando desde planejamento interno e ofertas, até condições e conveniências ao consumidor. Tudo para que as vendas não parassem.

> Baixe o material completo com as experiências da Afilio na Black Friday 2020!

Todos esses insights serviram de aprendizado para que a Black Friday deste ano seja ainda melhor. E, você, o que está faltando para começar a preparar para a data mais aguardada do ano?

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here